Rio Cricket Associação Atlética
Rio Cricket Associação AtléticaTwitter Facebook

 

 

QUEM SOMOSSECRETARIA VIRTUALEVENTOSGALERIACONTATO
HISTORIA                      O CLUBE                   ADESÃO

RIO CRICKET: 142 ANOS DE HISTÓRIA

Vida longa para as práticas esportivas: esse era o sonho do grupo de ingleses que fundou em Niterói o Rio Cricket and Athletic Association, em 15 de agosto de 1897. Numa época em que frequentar clubes ainda era uma novidade trazida pelos estrangeiros que aqui vinham trabalhar, acreditava-se que a longevidade destas agremiações estava diretamente relacionada à instalação de sua sede e seu campo de terreno próprio. A escritura de compra de um terreno nos "arrabaldes de Santa Rosa e Icarahy", lavrada em 16 de novembro de 1897, consagrava a iniciativa daqueles ingleses de abandonar a então instabilidade do clube carioca de que eram sócios para investir na solidez de uma associação que jamais sucumbiria pela falta de campo próprio.

Liderados por George E. Cox e Basil Freeland, ingleses e descendentes de ingleses que residiam no Rio de Janeiro, como R. A. Brooking, H. L. Wheatley, T. D. Bunn, Frank S. Youle, Felippe Henrique Carpenter, W. H. Ashbrook, Robert e Peter C. Morrisy, não hesitaram em atravessar a Baía de Guanabara para fixar em "Nichteroy" as fundações de seu projeto de clube, um espaço onde poderiam praticar o cricket e o tênis de grama, e ainda encontrar amigos para um chá ou whisky. Mais do que garantir a prática de esportes e o convívio social que lhes eram tnao caros, queriam ter a certeza de que poderiam desfrutar destas alegrias durante toda a vida e ainda deixar para as gerações futuras o prazer destes costumes ingleses.

Transcorridos 117 anos desde a fundação, o Rio Cricket and Athletic Association, hoje Rio Cricket Associação Atlética, mantém o frescor de uma agremiação que soube renovar-se com o tempo, sem perder os ideais dos fundadores e sem esquecer a força da tradição. Depois de assistir a duas viradas de séculos; de sofrer o impacto de duas guerras mundiais sobre um quadro social repleto de estrangeiros; de sobreviver às pressões dos processos de urbanização e modernização da cidade de Niterói; de ser forçado a abrir mão de parte de seu terreno; e de experimentar a transição da administração dos ingleses para a dos brasileiros (que resultou inclusive na tradução de seu nome), o clube continua ostentando no coração da cidade o verde de seu campo majestoso - outrora cenário de longas partidas de cricket -, o estilo despojado de sua sede, a pujança da mata que recobre dois terços de sua área, e, principalmente, a paixão pelos esportes.

Hoje, o Rio Cricket Associação Atlética é o terceiro clube destinado à prática de esportes mais antigo em funcionamento em Niterói, atrás apenas do Grupo de Regatas Gragoatá e do Clube de Regatas Icaraí, ambos fundado em 1895.

Os ingleses já não são maioria e o cricket não é mais jogado, mas o legado dos fundadores continua vivo: o whisky deu lugar à cerveja e os sócios brasileiros dão a vida por outro esporte bretão, o futebol. Dentre os sócios, alguns descendentes dos que fundaram o clube, muitos sobrenomes estrangeiros e uma maioria de brasileiros. A Union Jack, bandeira inglesa, trêmula no mastro, altiva e imponente, ladeada pela bandeira do Brasil e pela do Rio Cricket, que adotou o verde e o amarelo em homenagem ao país que tão generosamente acolheu os fundadores e os primeiros sócios estrangeiros.

 

LIVRO: RIO CRICKET ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA - MAIS DE UM SÉCULO DE PAIXÃO PELO ESPORTE

Após 2 anos e meio de amplas e detalhadas pesquisas foi lançado em Janeiro de 2009 nosso livro de memórias que foi desenvolvido pelo casal de pesquisadores, Patrícia e Vítor Iório.  O apoio da Wilson, Sons, Universo, CEG e de próprio Rio Cricket tornou viável este antigo sonho.   

 Assinado por Patrícia Iorio e Vitor Iorio, o livro “Rio Cricket e Associação Atlética: mais de um século de paixão pelo esporte” é uma obra de 288 páginas que, pela extensa e minuciosa pesquisa e pelo farto material iconográfico de época, representa uma grande contribuição para o registro das relações entre ingleses e brasileiros e para a história do esporte no Estado do Rio e no Brasil.

Foi aqui que Oscar Cox, filho de um dos fundadores do clube, promoveu a partida de futebol histórica, marco oficial do início do esporte no Estado do Rio, em 1901. Desde então o Rio Cricket tem participado do futebol fluminense e brasileiro, seja como fundador das primeiras ligas esportivas no início do século XX, seja como celeiro de atletas. Das escolinhas de futebol do RCAA saíram craques do futebol nacional como Leonardo, que integrou a seleção brasileira tetra-campeã em 1994 e que hoje atua como dirigente do Milan, na Itália.

Dois anos e meio foram consumidos entre a pesquisa e a redação do livro, tempo necessário para que o casal de autores Patrícia e Vitor Iorio (ela, mestre em Jornalismo e doutoranda em Letras, e ele, doutor em Comunicação e Cultura e professor da UFRJ) pudesse conduzir a narrativa com rigor acadêmico, confrontando as lendas que havia muito alimentavam o imaginário dos sócios com fatos registrados em atas, documentos e publicações de época. A contribuição dos ingleses na introdução e na popularização dos esportes no Brasil, no entanto, já lhes era familiar: os dois assinaram também “Paissandu Atlético Clube: pioneiro do esporte no Rio de Janeiro”, livro publicado em 2001 que conta a trajetória do clube de ingleses carioca, clube-irmão do Rio Cricket e Associação Atlética de Niterói.

Os exemplares podem ser adquiridos na secretaria do clube por R$ 60,00

 

 

 

RIO CRICKET® é uma marca registrada e todos os direitos são reservados.
Todos os direitos autorais de design e criação pertinentes a este website são de autoria da OakBridge® Light.